sábado, 20 de fevereiro de 2010

Alucinado


Ainda te amo,
Como da primeira vez que te senti,
Ainda te amo,
Num amor, que sempre exprimi,

Não sei o que seria sem ti
Só sei que não me arrependi
Não sei se é loucura, paixão,
Ou ensejos que estrelas brilho dão,

Te amo profundamente,
Me enlaçaste na raiz,
Onde me cruzei perdidamente
Num sentimento feliz…

Eu te amo…
Como não amei ninguém,
Não tenho solidão, te tenho
Me sinto ancorado em ti
Te amo na exuberância
Do agora e do passado,
Te amo.

20/02/2010
Karl d’Jo Menestrel

4 comentários:

paula barros disse...

Que declaração linda, que sorriso lindo, que mulher linda....e ame muito, e expresse da melhor forma,e diga, e viva esse amor.

abraço com carinho

Nanda Assis disse...

isso sim é o verdadeiro amor.

bjosss...

Celina disse...

OI AMIGO, AGRADEÇO PELA VISITA E O COMENTARIO GOSTEI MUITO. ABRAÇOS CELINA.

paula barros disse...

Oi, bom dia, bom domingo!

Vim reler e olhar a flor do seu jardim.

beijo