sábado, 21 de novembro de 2009

Junto a ti…







Chegaste um dia devagarinho
Como luz de sedução
Me conquistaste de mansinho
Como enorme furacão

Eu inovei, tu me mudaste
Moldando um homem diferente
Qual boémio pela vida
Tão desigual e divergente

Chegaste de gola alta
Saia fresca, rodada
Sorriso fresco nos lábios
Qual feiticeira encantada
Seduzido assim fiquei
Preso pela teia urdida
Assim, constante… Apaixonei.

Caminhando lado a lado
Tu me deixas sonhar
És calor, alegria e ritmo
No meu doce fantasiar
Neste compasso e cadência
Que regula o andamento
Me sinto feliz nesta tendência


21/11/2009
Karl d’Jo Menestrel

1 comentários:

paula barros disse...

Um poema cadenciado, que tem harmonia e ritmo.

Pessoas que entram em nossas vidas de maneira especial, e se tornam especiais.

abraços fraternos