quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Palavras




As palavras que me dás são minhas
Não as dou, nem as devolvo
As guardo de recordação,

Como simples e belas flores
Fazem parte da emoção,
Com todas as brilhantes cores
As guardo no Coração,

Tão belas, tão singelas
Em escrita de sedução,
A tua imagem vem nelas,
Como estrofes de canção,

Teu encanto não é momento
Nem sonho, é realidade,
É luz sem ser tormento,
És ternura em quantidade,

As palavras são sentimento

Nas palavras que me dás
Alegria, contentamento
Por vezes algum tormento


07/01/2009
Karl d’Jo Menestrel

5 comentários:

paula barros disse...

Sei que palavras tanto fazem o bem, como podem fazer o mal.

Mas tem palavras que tem magia, nos fazem voar no tempo, na emoção, dão asas aos sentimentos, ao pensamento.

Nos fazem forte, e fazem acreditar que todos os sonhos são possíveis (respondendo a pergunta do alto).

Há de se acreditar nos sonhos, mesmo que a queda seja grande, há de se continuar sonhando. Eles que movem os dias, a vida.

Sem sonhos eu nada seria.

beijos

paula barros disse...

Me chamou a atenção:

"É luz sem ser tormento"

"Por vezes algum tormento"

bjs

paula barros disse...

Me chamou a atenção também:

As músicas que mudaram.

E a etiqueta: Livro I, logo logo saíra o um, e segurirá para o dois.

Estou torcendo por isso.

abraços fraternos

Celina disse...

PARABENS POR ESCREVER MARAVILHAS QUE NOS EMOCIONA E AS MAÕS QUE LINDAS E MAIS A MARGARIDA MINHA FLOR PREDILETA MUITA PAZ CELINA.

Celina disse...

que bom ler poemas tão bonitos nos deixa felizes e ao mesmo tempo emocionada, e as maõs que belas e por cima uma margarida a minha flor predileta barabens menestrel.